quinta-feira, 27 de novembro de 2008

"Não tenho nada contra os homens, excepto em relação às mulheres"

Meu Deus, que pena me dão as mulheres. Se informam
- Já não gosto de ti
se informam
- Não quero mais
aí estão eles a alternarem a agressividade com a súplica, ora violentos, ora infantis, a fazerem esperas, a chorarem nos SMS, a levantarem a mãozinha e, no instante seguinte, a ameaçarem matar-se, a perseguirem, a insistirem, a fazerem figuras tristes, a escreverem cartas lamentosas e ameaçadoras, a entrarem pelo emprego dentro, a pegarem no braço, a sacudirem, a mandarem flores eles que nunca mandavam flores, a colocarem-se de plantão à porta dado que aquela puta há-de ter outro e vai pagá-las, dispostos a partes-gagas, cenas ridículas, gritos.

António Lobo Antunes, "As mulheres têm fios desligados", Visão, 31 de Julho de 2008

5 comentários:

Anónimo disse...

As dislexias, eis a questão!
Pena?
Um sentimento menor!
Quem sabe, percebe!

Anónimo disse...

Lembro-me bem desta crónica de A. L. A.: dura, implacável, até mesmo consigo próprio. Um grito contra a hipocrisia dos homens em relação às mulheres, uma hipocrisia que parece sem emenda. Se Você quer solidarizar-se com a coragem de António Lobo Antunes, devia trazer mais algumas citações do seu texto.
MT

Submarino Amarelo disse...

Todas as generalizações são abusivas e eventualmente mentirosas. Na minha opinião, tanto Lobo Antunes como MT generalizam.
Os homens não compreendem as mulheres e estas compreendem-nos bem demais. É só isso.
A insistência das mulheres em suportarem certos companheiros tem a ver com uma infinita paciência e esperança de os modificarem. É só mais um mistério indecifrável, dos muitos que eu, como homem, já desisti de tentar compreender.

Anónimo disse...

As generalizações são isso mesmo - generalizações. Invocar excepções para poder afirmar que as generalizações são mentirosas é que é desonestidade intelectual. Mas diga-me lá, submarino amarelo, você acha-se excepção? E conhece muitas mais?
MT

Submarino Amarelo disse...

Não, não, eu sou como os outros homens, também não compreendo as mulheres. Mas não me revejo nada nesta citação de Lobo Antunes e não sou hipócrita com nenhuma mulher, nem mesmo aqui consigo.
Mas receio estar a perturbar o ambiente deste Blog com uma troca de impressões que poderá parecer fútil a alguns. Embora não o seja, o problema é fascinante,eterno e insolúvel.
Que o administrador seja o juiz disso, é essa a sua função.