sexta-feira, 3 de outubro de 2008

Eduardo Constantino em Óbidos


Eduardo Constantino é um ceramista com uma prestigiosa carreira internacional. Nasceu nas Caldas da Rainha há 60 anos, mas desde 1976 que vive na Bretanha.
Começou por abordar a cerâmica, experimentalmente, a partir da pintura. Fascinado com os resultados, fez uma aprendizagem da disciplina com um mestre oleiro local, Guilherme Barroso. 
A sua obra, onde é possível discernir diversas fases, tem dado sinais de um aprofundamento constante do processo técnico. Constantino tem uma marcada preferência pelos produtos cozidos a altas temperaturas - grés e porcelana - que lhe permitem obter um mais límpido jogo de brilhos e matizes. 
Expôs em França, na Argélia, em Espanha, na Alemanha, na Suiça, na Noruega e na Grã Bretanha. Em Portugal, apresentou os seus trabalhos nas Caldas da Rainha, na Marinha Grande, em Aveiro, Cascais e Torres Vedras.
A partir de hoje, às 18,30, está também em Óbidos, na Galeria Ogiva.

2 comentários:

Anónimo disse...

Lá estarei como admirador e recém-amigo do Eduardo.

Joao B. Serra disse...

Vim agora da abertura da exposição, em que participaram muitos amigos a admiradores do Eduardo. Na breve apresentação que fiz, pude agradecer publicamente à Nadine Constantino os esclarecimentos que me proporcionou indirectamente, ao fazer-me participar na solução de problemas da tradução do meu texto de português para francês (vão estar ambos disponíveis na pasta cerâmica do site www.cidadeimaginária.org). É uma excelente exposição, de peças de altíssima e internacional qualidade, algumas de grandes dimensões, apresentadas num espaço que parece melhorar com o tempo, a Ogiva que José Aurélio construiu há quase 40 anos.