domingo, 26 de outubro de 2008

Ante-estreia

5o minutos imperdíveis (seleccionados de um total de 30 horas!) de um fascinante documentário que Jorge Silva Melo fez para a Caixa Geral de Depósitos sobre a "aventura" que juntou, entre os anos 50 e 70, um conjunto notável de artistas plásticos portugueses (e alguns estrangeiros) em torno da confecção de gravuras, litografias, serigrafias, etc. As imagens são belas e claras, os depoimentos ricos e únicos, a montagem viva e inteligente. E que magnífica exposição de gravuras se reuniu aqui!
Houve um momento em que os caminhos da gravura e da cerâmica se cruzaram, com Jorge de Almeida Monteiro (Bombarral), Querubim Lapa, Eduardo Nery, Júlio Pomar, Alice Jorge, António Quadros, Hansi Stäel, Ferreira da Silva (Caldas da Rainha, Secla/Estúdio). O documentário mostra isso muito bem (espero ter ajudado o Jorge a concretizar essa redescoberta).
Há momentos divertidíssimos no filme. O mais saboroso é sem dúvida o depoimento de Paula Rego que o Jorge foi recolher ao atelier da artista em Londres. Absolutamente único pela ironia, a espontaneidade e a graça. O grande auditório da Culturgest não parava de rir.

video
Aproveito para deixar aqui a versão integral do depoimento gravado por Jorge Silva Melo com Ferreira da Silva, no Museu Municipal do Bombarral, a 21 de Março deste ano de 2008. Temas de conversa: Jorge Almeida Monteiro,  a Secla, Hansi Stäel, António Quadros, Júlio Pomar e outros.

1 comentário:

Anónimo disse...

Olá João Serra.

Já conhecia este vídeo; tenho ideia de o ter visto na cidadeimaginária. Certo?

A minha vida blogosférica anda tão preenchida que nem imagina. Passar por aqui é mesmo navegar noutros assuntos.

Aquele abraço do Paulo Prudêncio.