sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

Esquinas

Robert Doisneau, Waiting, 1957

2 comentários:

MT disse...

As imagens são muito diferentes, mas ilustram bem o texto de Borges. Cada esquina é todas as esquinas e é uma esquina improvável, o arquétipo. Partilho este fascínio pelo igual que é diferente e pelo particular que quer dar conta sem o conseguir do todo. Borges é absolutamente genial a escrever sobre isso e com isso.
MT

João Ramos Franco disse...

Pontos de refrência para o nosso "paseio"...
João Ramos Franco