segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Wall Street

Nadir Afonso

4 comentários:

Anónimo disse...

É o caos, a ostentação, o excesso, sem olhar a despesas (ou ao consumo de tintas). Um título muito bem esgalhado para figurativar esta pintura que nasceu abstracta.

JJ disse...

Nada entendo de arte, gosto ou não gosto, e gosto desta. Deve ser dos anos 70, já que está próximo de quadros que vi dele desta época. Alguém se lembra que Nadir Afonso esteve nas Caldas, nuns famosos Encontros de Arte (salvo erro em 1978) que acabaram numa arruaça organizada pelo Sr. José Manuel Casqueiro?
Antes disso ainda partilhámos (eu e o Nadir, não o José Manuel)um concerto para piano e bicicleta (!) no Museu Malhoa.
Alguém se lembra deste evento, repleto de manifestações artísticas inusitadas?

laura afonso disse...

Caro JJ

Por acaso tem algum registo fotográfico desse «concerto»? Se tiver ficaria muito grata se me pudesse facultar.
laurafonso@sapo.pt

J J disse...

Respondi à Laura Afonso utilizando o email indicado, mas duas mensagens vieram devolvidas. Caso não as tenha recebido pode contactar-me em jcavalheiroj@hotmail.com , mas desde já adianto que não tenho qualquer fotografia do evento.Contactei amigos que assistiram comigo, aguardo respostas.