terça-feira, 21 de abril de 2009

Textos de véspera e do dia seguinte. PREC

Eduarda Dionísio (1980)
3. Desenho: 2 CV; código: o passado
Texto A [msc]
Os tempos gloriosos do PREC: as manifestações de punho no ar e bandeiras ao vento. Os grandes empenhamentos e as grandes viagens: os pneus furados e Viva a revolução! as portas não abrem e Viva  a revolução! as janelas não vedam e Viva a revolução! os faróis estão zarolhos e Viva a revolução! o tejadilho chove e Viva  a revolução!
E o regresso à normalidade: Já levaste hoje o carro a arranjar? Todo o mundo vai levar!
Texto B [jbs]
Os tempos gloriosos do PREC: as manifestações de punho no ar e bandeiras ao vento. Os grandes empenhamentos e as grandes viagens: os pneus furados e Viva a revolução! as portas não abrem e Viva a revolução! as janelas não vedam e Viva a revolução! os faróis estão zarolhos e Viva a revolução! o tejadilho chove e Viva a revolução!
Os tempos sem glória da resistência: e por quanto tempo este carro aguentará? Sem tejadilho, sem faróis, sem limpa-pára-brisas, sem janelas, sem portas, sem pneus - mas sobretudo sem viagens, sem bandeiras, sem punhos no ar?

1 comentário:

Submarino Amarelo disse...

-Não percebo o que se passa aqui!
-Qualquer criança de cinco anos perceberia...
-Então vão buscar uma criança de cinco anos!
Groucho Marx, em "Monkey Business"