domingo, 10 de outubro de 2010

Para balanço

Dentro de uma semana teremos o resultado: fecho temporário ou definitivo?
Cornelis Norbertus Gysbrechts, Au dos d'une peinture, 1670

8 comentários:

Paulo G. Trilho Prudêncio disse...

Viva caro João.

Leio sempre; é uma visita obrigatória.

Se me permite, manifesto a minha discordância. Balanço temporário ainda vá, agora fecho? Olhe que os professores são especialistas em movimentos de cidadania e nem as maiorias absolutas ditas inabaláveis se aguentam :)

Um forte abraço.

Isabel X disse...

Achei graça ao modo como está construído este post. Original. Críptico.

Julguei que estava em causa o Orçamento de Estado.

Com o devido respeito, não entendo a interpretação do Paulo Prudêncio.
Defeito meu, portanto.

Será que os professores têm meios decisivos de agir sobre as situações políticas actuais?

- Isabel X -

Chantre disse...

De repente, deu-me para o anarquismo: Sou contra!

Méon, disse...

Há tempos passei pelo mesmo. É que isto dos blogues é como escrever cartas para longe e não receber respostas. Além do tempo E N O R M E que consome e que tem de se tirar de outro lado.

Tenho um contador de visitas e comecei a reparar: cerca de 40 por dia, às vezes 50, 60...
Quer dizer: há pessoas que lêem, embora não deixem comentários. Tenho falado com algumas, ex-colegas, ou conhecidos de outras andanças.

Depois reparei que isto veio substituir os cadernos que eu dantes escrevia. (O problema é que, aqui, o suporte é volátil. E se o sistema dá o berro? São horas, centenas de horas de trabalho... centenas de páginas, de fotografias... Tenho de ver se há forma de fazer beckups disto, eu não sei fazer...).

Então sugiro uma alternativa: sei que o João B. Serra anda ocupadíssimo. Arranje forma de vir aqui uma vez por semana, por exemplo. Mas não feche a loja, nós precisamos da sua visão sensata e conhecedora.
O seu CIDADE IMAGINÁRIA está a ser, para mim, um manancial de textos esclarecedores, muito necessários para a nossa actividade na Associação de Defesa do Património de Torres Vedras.

Aqui fica o que penso. Que possa ser incentivo, acredito que sim.

Saravá, companheiro de lides culturais!
(embora eu jogue apenas nos "Regionais"...)

Abraço!

Anónimo disse...

Terei muita pena.

Abraço

Valentim Alexandre

Isabel X disse...

Se, de facto, este post significa o fecho temporário ou definitivo do blogue oqueeuandei, eu só posso reagir a essa perspectiva, parafraseando um reclame que actualmente passa na TV.

Quando perguntam a alguém: "Você não podia viver sem a Zon fibra, pois não?" a resposta é: "Poder podia, mas não era a mesma coisa!..."

- Isabel X -

Cláudia da Silva Tomazi - Brasil disse...

As vezes passam-se séculos, sem algo diferente acontecer, quando no mundo a diferença apenas pode ser alguém. O povo age mais por sentimentos do que consciência, mas em lugares onde impulsos necessitam ideais, pesam a rigor os valores da sociedade. Porém, atenção nesta dinâmica sentimental, quase mascara o efeito das ações e encobre um novo olhar.
Aprendemos; tornou-se um ponto de encontro, este Blog. Aprendemos; ser todos os dias o testemunho da cultura de Portugal. E, com vocês gente de bem, aprendi a sina de ser português. Este amor pela pátria, este sofrer querido, zeloso, impiedoso suplício de todos os anseios, marca silenciosa e velada pelo rumo certo, aspirações da perfeição pela arte e desejo das letras. Opiniões, sustentadas na qualidade da razão, e tantas pela fé.
É necessário ao Prof. João Serra, escrever e construir espaços, isso demanda tempo. O que para nós é estudo, para ele exame. O que para nós é pensamento, para ele experiência. Se ouso, é, por sua integridade e assustadora inteligência, traga até vos, um país pautado em ideais e conquista de possibilidades. Liberdade é poder andar e transitar pelas pedreiras do conhecer. E se todos pensam que isso é uma despedida, estão enganados. Sendo do Brasil a certeza que o Prof. João Bonifácio Serra é uma das diferenças de Portugal.

Isabel Castanheira disse...

O fecho é do país e não do blogue ...
Abraço
Isabel