terça-feira, 17 de novembro de 2009

Magnórios

Diálogo no lugar de frutas e legumes:
- Passei aqui ontem e fiquei curioso com o que tem exposto nesta caixa. Não faço ideia do que seja.
- São magnórios. Há quem lhes chame nêsperas. Só se comem quando estão podres. Só há aqui nesta região de Guimarães.
- ?
- Apareceram também no ano passado em Barcelona. Eles lá estão sempre em concorrência connosco.
- Vou levar meio quilo, para experimentar.
- Para onde vai?
- Lisboa.
- Vou-lhe arranjar uma caixinha. Para não irem a abanar, tenho de por um pouco mais. 750 gramas, está bem.
- Sim. Quanto é?
- 1 e 75. Mas tem de me arranjar trocadinho.
- Aqui tem.
- Ai, lindo menino!

16 comentários:

Rui disse...

Não me leve a mal, mas fez-me lembrar uma rábula dos gato fedorento (série Meireles):

http://tinyurl.com/maracate

Obi-Wan disse...

Olhó Konáááááámi fresquinho!!!

João B. Serra disse...

De facto. Há uma inspiração comum. Bem observado, Rui. O Pedro, indefectível dos Gato, concorda.

Margarida Araújo disse...

Nunca ouvi falar (????)
e já agora a sabem?

João B. Serra disse...

Garanto: um sabor requintado e muito particular. Quem quiser inscrever-se para uma prova, faça o favor. Aceito esse encargo, com todo o gosto. Mas terá de se deslocar a Guimarães...

Anónimo disse...

Não sei se o último comentário do Professor João Serra deve ser considerado:
..." Reserva do Sabor " ou de
" Reserva do Saber "....
(Coisa de Sábios)
Ainda por cima a dúvida só se esclarece em Guimarães…

Um Abraço

PSimões

luis disse...

Olá, vi com interesse o seu comentário aos magnórios, inclusivé, até porque, por coincidência, este fim de semana os provei pela primeira vez e logo em Guimarães. Mais coincidência ainda é o facto de, e julgo não me enganar, eu viver a 50 metros de uma casa que tem em Peniche.....
Mas voltado ao dito cujo, a minha esposa, que é da cidade fundadora, sempre me falava que as nesperas, tal como eu as conhecia, não o eram de facto, mas na verdade se chamavam magnórios, sendo as nesperas um fruto diferente e até mais parecido com o "maracujá"!
No entanto consultando a net, aparecem-me imagens destes dois frutos e agora estou mesmo baralhado, pois aqueles que aqui em baixo chamamos nesperas, aparecem na verdade na net com a imagem que sempre conheci (o tal dos 2/3 caroços)
Afinal, aquilo que no norte se chama nesperas corresponde a que fruto? sabe-me dizer?

Rana

João B. Serra disse...

Magnório e nêspera são designações do mesmo fruto. Em Guimarães o termo magnório predomina quando se designa o fruto verde ou maduro, reservando-se a palavra nêspera para o fruto em estado de decomposição.

Anónimo disse...

Olá Senhor João B.Serra. Tenho de o contrariar quando diz que MAGNÓRIOS E NÊSPERAS são o mesmo fruto. Nada mais falso. E também diz que em GUIMARÃES os 2 frutos, só mudam de nome (por estarem Verdes ou Maduros), outro grande erro. Eu tenho em REBORDÕES-Santo Tirso no meu quintal, árvores das duas qualidades, mas cada fruto na sua árvore, os MAGNÓRIOS nos MAGNOEIROS e as NÊSPERAS nas NESPEREIRAS. Já agora também o informo que tenho uma SÓ ÁRVORE QUE DÁ LARANJAS E LIMÕES.
Cumprimentos.
Eugénio Rompante

fernando disse...

Sr. João Serra,
Solicito que aprofunde melhor o seu conhecimento sobre magnórios e nêsperas.
Eu, que também sou vimaranense, aprendi a chamar de nêsperas aos ditos frutos acastanhados que se comem quando estão podres; e magnórios aos frutos de pele alaranjada, com dois grandes caroços.

JÚLIO MOREIRA ALVES disse...

Magnórios e nesperas, são bem diferentes na cor e no sabor. Os magnórios, quando maduros, são amarelados e as nesperas, quando maduras são castanhas. Existem realmente na região de Guimarães, Felgueiras; também sei que existem em Alcobaça e mais recentemente na Casa de Turismo Azenha Branca, junto ao rio Neiva em Antas, Esposende. Júlio Alves

Anónimo disse...

realmente os magnórios são os amarelos, e as neperas são as castanhas, que, a quem não conhecer, parecem podres,

Gostava de saber o que chamam às nesperas (castanhas) as pessoas que chamam nesperas aos magnórios

Anónimo disse...

Creio que para a maioria de Portugal as nêsperas são o fruto alaranjado com 2/3 caroços e que em algumas regiões são também chamados de magnórios. O que a maioria de Portugal desconhece são as "nêsperas de Guimarães", uma vez que este fruto é desta região e pouco existe no resto do nosso país.
Gostaria muito de poder experimentar as célebres "nêsperas de Guimarães", conforme me foi prometido.
LC

madalena disse...

Sou natural de uma aldeia do concelho de Guimarães. Sempre conheci nêsperas e magnórios como sendo dois frutos perfeitamente distintos. As nêsperas, quando maduras, têm uma casca fina e castanha, uma polpa também castanha e o formato de um tomate médio/pequeno. Os magnórios têm uma casca amarela/alaranjada, uma polpa do mesmo tom e um formato oval tipo goiaba pequena. Quanto às arvores tenho ideia(mas sem certeza)que o magnoeiro era de maior porte que a nespereira.

Alex Zíngaro disse...

As nêsperas são de cor castanha. Os magnórios são de cor amarela.. São frutos bem diferentes.
Em Portugal 95% das pessoas estão erradas, enganadas e trocam-lhe os nomes.

Chamam nêsperas aos magnórios!!

oscar guimaraes disse...

reafirmo o já dito atrás por outras pessoas e realmente aquilo que o Snr Professor João Serra afirma não corresponde à verdade.São frutos completamente diferentes de árvores completamente diferentes e comem-se em tempos completamente diferentes.A nossa nespera está agora Novembro pronta a comer e o magnório começa agora a florir.Também o aspecto e sabor são diferentes.Quanto ao comerem-se podres eu não concordo.Julgo que se comem maduros pois quando passam de maduros ficam muito ácidos e intragáveis.Como natural de Guimarães e com estes frutos no quintal sempre os comi.